A comissão especial que analisa o projeto de lei de privatização da Eletrobras (PL 9463/18) realiza nova audiência pública nesta quarta-feira (2/5), às 14h30, em Brasília, sobre os impactos da desestatização sobre as tarifas de energia elétrica. Desta vez serão ouvidos o diretor do Instituto de Desenvolvimento de Energético, Roberto Pereira d’Araújo, e o secretário-adjunto de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Wilson Grudtner.

Nesta quarta-feira, além da audiência pública, os integrantes da comissão especial sobre a privatização da Eletrobras podem definir o calendário de tramitação do projeto. O governo e o relator querem apressar a análise da proposta. Já os deputados contrários ao projeto pressionam por mais audiências públicas.

Desde o último dia 17 de abril, já foram realizadas quatro audiências na comissão. Nos debates, em geral, têm sido observadas visões antagônicas sobre a necessidade ou não de privatização da Eletrobras.

Na última semana, a Comissão promoveu duas audiências públicas. No dia 25 de abril,  especialistas, parlamentares e dirigentes sindicais debateram as atividades de pesquisa e desenvolvimento do setor elétrico e do Cepel.

Já no dia anterior (24 de abril), 24, foi a vez de tratar da revitalização do rio São Francisco.  De acordo com o projeto de lei, os contratos de concessão dos empreendimentos de geração hidrelétrica localizadas na bacia do rio serão alterados para contemplar uma obrigação de aporte de recursos.

Reuniões nos estados

Três audiências públicas da Comissão sobre o PL da privatização da Eletrobras estão agendadas para os próximos dias nos estados do Pará, Santa Catarina e Minas Gerais.

Confira:

. 4 de maio
14 horas
Local: Assembleia Legislativa do Pará -Praça Dom Pedro II – Belém

. 7 de maio
14 horas
Local: Assembleia Legislativa de Santa Catarina – Florianópolis

. 7 de maio
14 horas
Local: Assembleia Legislativa de Minas Gerais – Belo Horizonte

É muito importante a participação dos trabalhadores da Eletrobras nas audiências para continuarmos nossa luta e resistência contra a privatização da empresa e a entrega do patrimônio do povo.

Os urbanitários seguem firmes na resistência contra a privatização da Eletrobras!

Fechar Menu