Está em tramitação no Congresso Nacional a Medida Provisória 1031/2021 que dispõe sobre a privatização da Eletrobras – empresa que é responsável por um terço da energia consumida no Brasil e fundamental para a soberania nacional e segurança energética.

O prazo do Congresso para apreciação da MP 1031 vence em 23 de abril e caso não seja votada ela caduca, ou seja, perde a validade. Daí a importância dos que defendem o direito à energia a todos os brasileiros e um país soberano pressionar os senadores e deputados para que a MP não seja votada, a prioridade agora deve ser cuidar da vida da população e controlar a pandemia.

Neste momento, a luta virtual torna-se nossa maior ferramenta. Por meio da plataforma Na Pressão” é possível entrar em contato direto com os parlamentares, enviando mensagens por e-mail, WhatsApp e redes sociais para dar o seu recado: “NÃO DEIXE QUE A ELETROBRAS SEJA PRIVATIZADA. SALVE A ENERGIA!”.

Para acessar o “Na Pressão”, acesse: https://www.napressao.com.br/campanha/salve-a-energia-diga-nao-a-privatizacao-da-eletrobras
1 – Escolha os senadores na listagem que aparece:
. “contrários” (aqueles que querem a privatização);
. “indecisos” e;
. “favoráveis” (aqueles que defendem a Eletrobras pública).
2 – Defina por qual meio deseja pressionar (WhatsApp, Facebook, Twitter ou E-mail) e clique no ícone, logo abaixo da foto do senador.
3 – Uma nova janela será aberta para você enviar a mensagem.
Em poucos cliques você manda o seu recado quantas vezes quiser. Você também pode compartilhar os endereços eletrônicos dos parlamentares com seus amigos e ajudar a pressionar.

Lembre-se que:
Privatizar a Eletrobras é entregar nossa energia e a gestão dos rios nas mãos de empresas estrangeiras, preocupadas apenas em lucrar com a energia em detrimento de uma boa prestação de serviço. A venda implicará em série de prejuízos para o país e à população, como o aumento da conta de luz e o constante risco de apagões. De acordo com estudos recentes realizados pela FIESP e ANEEL, a conta de luz sofrerá aumento de quase 20%.

Em meio a uma pandemia devastadora, sem vacina e perspectiva de empregos, discutir privatização para o povo pagar uma conta muito mais alta é uma inversão de prioridades.

A ferramenta “Na Pressão” é disponibilizada pela CUT Nacional para reforçar a campanha contra a privatização da Eletrobras promovida pelas Confederação e Federação Nacional dos Urbanitários – CNU e FNU – e pelo Coletivo Nacional dos Eletricitários – CNE.

ASSINE TAMBÉM O ABAIXO-ASSINADO CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS, em: https://www.salveaenergia.com.br .

SALVE A ENERGIA, PELO FUTURO DO BRASIL.

A Eletrobras é uma empresa estatal lucrativa que opera 48 usinas hidrelétricas (cerca de metade dos reservatórios do país), 12 usinas térmicas, 2 termonucleares, 62 usinas eólicas, e 1 usina solar – somando 30% da capacidade instalada total. Também opera metade das linhas de transmissão – são 71 mil quilômetros, o equivalente a uma volta e meia no planeta terra.

Fechar Menu