Nesta sexta-feira, 22 de novembro, o Sindicato dos Urbanitários e dos Engenheiros irão reunir com a Celpa Equatorial para a segunda reunião de negociação da Pauta de Reivindicações da Data-base 2019.
A abertura da negociação aconteceu no dia 13 de novembro. Na abertura, como de praxe, foi definido pelas comissões um calendário de negociações, com as seguintes datas: sexta-feira,
22; quarta-feira, 27, e sexta-feira, 29. Ou seja, temos três rodadas de negociações agendadas com a
comissão da empresa.
As rodadas de negociação com a Celpa Equatorial acontecerão à tarde, no hotel Regente, em Nazaré, em Belém.
Na pesquisa que originou a Pauta de data-base surgiram oito cláusulas novas, que também foram encaminhadas à empresa e fará parte da discussão que visa a renovação do acordo com avanços
que beneficiem os empregados e empregadas da Celpa.
Além das novas, o que vai entrar em discussão entre Sindicatos e empresa é a atualização anual
do acordo coletivo no que se refere às cláusulas que têm cunho econômico, ou seja, a renovação de 11
cláusulas, que devido à inflação dos últimos doze meses, sofreram desgaste e precisam ser reajustadas, inclusive com aumento real, sempre no sentido de avançar e liquidar o
prejuízo ao bolso dos trabalhadores e trabalhadoras.
O acordo coletivo tem atualmente 47 cláusulas e sete anexos referentes ao Programa de Participação nos Lucros ou Resultados (PPLR), Regimento de Assistência Médica e Odontológica, Código de
Ética, Controle de Frequência e Escalas de Trabalho.
Esse acordo é um o maior patrimônio dos trabalhadores e trabalhadoras, pois traz vantagens,
direitos e conquistas da categoria.

Fonte: Ascom STIUPA

Fechar Menu