Exemplo a ser seguida para o fortalecimento dos sindicatos

Com o objetivo de cobrir as despesas referentes à campanha salarial e criar um fundo de luta contra o saladamento do Plano BD e contra as propostas nocivas de privatização das empresas públicas no setor elétrico, a categoria na CEB aprovou a Taxa de Fortalecimento Sindical.

Essa contribuição extra sobre a remuneração das trabalhadoras e trabalhadores com filiação à entidade sindical representará 1,5% do salário nominal, incluindo os ACTs.

A Taxa de Fortalecimento Sindical foi aprovada em Assembleia Geral realizada em 24 de agosto do ano passado, quando se definiu a pauta de reivindicações da categoria para o ACT 2018/19.

Portanto, será encaminhada ao RH da CEB, até o dia 10 de janeiro de 2019, a folha com o desconto da contribuição. As trabalhadoras e trabalhadores da CEB que não quiserem a cobrança podem se opor até o próximo dia 7 de janeiro. Para isso basta ir a sede do STIU-DF, das 8h30 às 18h, para preencher o requerimento.

O Sindicato reforça a importância desse recurso para a nossa luta, cuja finalidade é fortalecer a nossa entidade, principal instrumento dos trabalhadores em defesa dos nossos direitos e das nossas empresas, uma vez que a reforma trabalhista de Temer extinguiu o imposto sindical. (fonte: Stiu-DF)

Urbanitários na resistência: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

Fechar Menu