Na última sexta-feira (24), o STIU-MA recebeu com indignação e perplexidade a notícia de que a Caema não apresentaria sua contraproposta ao Sindicato, conforme combinado entre as partes. A informação foi dada pelo próprio diretor administrativo-financeiro da Companhia, André dos Santos, após 40 dias da entrega oficial da Pauta de Reivindicações dos Trabalhadores e Trabalhadoras.

Importante ressaltar que nossa Pauta de Reivindicações, nesta Campanha Salarial, é composta, em 90%, de cláusulas já existentes no Acordo Coletivo vigente, portanto, conhecidas pela diretoria da Caema e pela Comissão de Negociação. Desses 90%, a maioria foi apresentada sem alteração, ou seja, os trabalhadores reivindicam apenas a manutenção das cláusulas, direitos conquistados em campanhas anteriores. Assim, efetivamente, resta pouca coisa de novo para ser conhecido e analisado pela diretoria da Caema.

Diante de tudo isso, fica claro que a diretoria da empresa apela para a velha estratégia de ganhar tempo, no ditado popular também: ‘‘empurrar com a barriga’’ e ‘‘matar no cansaço’’, o que representa uma profunda falta de respeito com a categoria e com o Sindicato, para não dizer coisa pior. Certamente, não é postura que se adote numa mesa de negociação legítima, que se propõe a travar um processo negocial sério, efetivo e de resultado.

Mais uma vez, assistimos uma trapalhada da gestão. A velha mania de agravar os problemas em vez de resolvê-los. Não é à toa que a crise da empresa chegou ao ponto que chegou.

Clique no link abaixo e leia o boletim na íntegra.

Informativo 8_27 de maio 2019_Caema não entrega contraproposta

Fechar Menu