A Agência Nacional de Energia Elétrica anunciou nesta terça-feira (7) que autorizou a antecipação do repasse de R$ 2,022 bilhões disponíveis no fundo de reserva para distribuidoras e para 7.166 agentes do mercado livre. A decisão, segundo a Aneel, tem como objetivo “reforçar a liquidez do setor elétrico em meio ao cenário de pandemia do Covid-19.”

A liberação do saldo do fundo destinado ao alívio futuro de encargos será feita pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. As distribuidoras receberão R$ 1,475 bilhão e consumidores livres R$ 547 milhões.

A medida vai ajudar geradoras, transmissoras e distribuidoras “na manutenção de suas obrigações junto ao setor elétrico”, beneficiando toda a cadeia. Segundo a Aneel, novos repasses poderão ser feitos ao longo ano de 2020, sempre que houver saldo positivo no fundo.

A autorização da Aneel acontece no momento em que os agentes do setor, especialmente as distribuidoras, pressionam o governo e a agência reguladora por uma solução para os impactos da pandemia no fluxo de caixa das empresas. As distribuidoras alegam que em abril já começarão a sentir os efeitos da redução do consumo e do aumento da inadimplência de consumidores. As  empresas estão impedidas por um período de 90 dias de interromper o fornecimento de energia de clientes residenciais  e serviços essenciais com contas em atraso.

Fonte: Canal Energia, Sueli Montenegro

Fechar Menu