A Campanha Lula Livre, com a participação da CUT, definiu em reunião do Comitê Nacional no dia 13 de novembro pela continuidade da campanha de forma a garantir:

  1. a)a manutenção da liberdade do Lula;
  2. b)anulação dos julgamentos;
  3. c)garantia da presunção da inocência como um direito constitucional e;
  4. d)desmascarar a farsa jurídica, reconhecendo a suspeição de Moro e recuperando os direitos políticos do Lula.

A campanha Lula Livre segue com o mesmo nome. Lula não está livre de fato, apenas conquistou o direito de responder aos processos em liberdade. A campanha deve explicitar para a população os riscos que Lula e a democracia correm e agregar no seu conteúdo mais elementos da conjuntura política que estamos vivendo no Brasil e na América Latina.

 

0 7º mutirão Lula Livre, tem como eixo central a defesa da anulação da sentença, a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, o retorno dos direitos políticos de Lula e a denúncia das atrocidades do governo Bolsonaro.

A campanha se organiza através de um comitê nacional, composto por partidos políticos, movimentos sociais da frente Brasil Popular e Povo Sem Medo e centrais sindicais, onde a CUT é umas das entidades impulsionadoras da Campanha Nacional, inclusive compondo o Secretariado Nacional do Comitê.

Solicitamos atenção das estaduais, ramos e entidades filiadas ao Comunicado em anexo, a reprodução e reforço da divulgação junto as entidades e núcleos de base e o planejamento de ações locais, em diálogo com os comitês locais, nos dias 30 de novembro de 2019 e 01 de dezembro de 2019.

Lula Livre, Lula Inocente!

Saudações CUTistas e de luta,

   Sérgio Nobre             Carmen Foro                      Janeslei Albuquerque

Presidente da CUT          Secretária Geral             Secretária Nacional de Mobilização e

                                                                            Relação com os Movimentos Sociais

Fechar Menu