No dia 12 de agosto de 1983, em Alagoa Grande, Paraíba, a sindicalista e uma das primeiras mulheres no Brasil a presidir um sindicato, Margarida Alves foi assassinada por um matador de aluguel e a sua morte foi considerada um crime político. Em sua homenagem, a partir 2012, o Brasil instituiu o Dia Nacional dos Direitos Humanos. A data busca refletir sobre as lutas internas e os desafios do país para o avanço na proteção e manutenção dos direitos individuais e coletivos, mais do que nunca ameaçados pelas políticas em andamento. Margarida Alves: Presente!

#DiaNacional #DireitosHumanos #MargaridaAlves #Sindicalistas #Sindicatos #Trabalhadores #SindisanNaLuta

Fonte: Ascom SINDISAN

Fechar Menu