A construção de um Brasil mais justo socialmente e democrático passa necessariamente pelo combate ao racismo, uma questão central da nossa sociedade que precisa ser discutida em todas as instâncias, seja na escola, nas famílias, nos sindicatos e em todas as estruturas de poder.

Os estudos sobre as desigualdades sociais, mostram que a maioria da população pobre é negra, portanto não se trata de uma questão simples de resolver, pois é uma herança maldita dos séculos de escravidão. Mas não há outro caminho a não ser a luta e a mobilização em defesa de direitos iguais, de oportunidades na educação, no mundo do trabalho e nos espaços de poder.

O debate na sociedade brasileira sobre o racismo vem ganhando espaço, por isso, é necessário avançar, denunciando em todos os fóruns os casos de racismo. Mais do que nunca é preciso um projeto pedagógico junto à população, mostrando que não basta não ser racista, é preciso ser acima de tudo ser antirracista e, lembrar que respeito não tem cor, tem consciência.

 

Fechar Menu