Movimentos sociais unidos com mandatos parlamentares, preparam semana de atividades em defesa da Soberania Nacional. Dezenas de entidades se reuniram para formar um coletivo que pretende pautar nas redes e nas ruas temas essenciais para população brasileira. Atos espalhados pelo Brasil terão distanciamento social, distribuição de máscaras e álcool em gel.

O ato deve ser o palco de luta em defesa das empresas públicas de todos setores– petróleo, bancos públicos, correios, eletricidade, saneamento, transporte público e portos públicos que estão em sob a ameaça de extinção ou de privatização total ou parcial (venda de subsidiárias ou ações). A proposta é reunir todas as iniciativas que desejem participar do movimento.

O Ato também representará a luta dos trabalhadores e das trabalhadoras do Brasil em defesa do funcionalismo público, das minorias, contra o racismo, pelos Sem Terra, pelos Sem Teto, pelas Comunidades Quilombolas, pelos Povos Originários do Brasil, pelos direitos da comunidade LGBTQIA+, pelos plenos direitos dos oprimidos, contra o feminicídio e todas as formas de violência contra as mulheres. A mobilização se dá em defesa das Universidades Públicas e do desenvolvimento tecnológico, em defesa de nosso povo e nossas águas e florestas, pela segurança alimentar e contra o desemprego, a miséria e a fome que se alastram pelo Brasil. Faça parte desta história, junte-se a nós.

Formulário de adesão: https://forms.gle/5ECEWuezVpSauX4P8

Leia também:
3/10: Contra as privatizações e em defesa da soberania, entidades organizam ato virtual nacional

 

Fechar Menu