A situação do reservatório apoiado da cidade de Pacatuba é de dar calafrios de tão precária. São várias rachaduras e infiltrações, e a casa de bomba está com o teto desmoronando, pondo em risco a vida dos operadores e do pessoal da manutenção.

A população que reside na vizinhança está reclamando com medo de rompimento e desabamento do teto, o que ocasionará destruição das residências no entorno, em face da força da água. Já foram feitas várias reclamações e até o momento nada foi feito.

O SINDISAN já denunciou, no Água Quente, em duas ocasiões, essa situação calamitosa do reservatório de Pacatuba. Mas parece que a direção da DESO faz ouvido de mercador, talvez aguardando algo mais grave acontecer para então tomar as providências tardias.

Temos a informação que o reservatório de Santana do São Francisco também está da mesma forma de quando fizemos a reclamação. Uma equipe da DESO esteve por duas vezes para olhar o reservatório, mas até o fechamento desta edição, nenhuma medida foi tomada ou sequer um posicionamento, por parte da Companhia, foi dado aos trabalhadores da unidade. Uma triste realidade.

Depois que acontece uma tragédia querem dizer que foi acidente. Não, o nome disso é negligência mesmo!

Fonte: Ascom Sindsan

Fechar Menu