Na manhã da quarta-feira (3) foi realizado na Câmara dos Deputados, o lançamento das Frentes em Defesa do setor elétrico estatal, que tem como objetivo atuar na luta contra a privatização da Eletrobras e suas controladas, garantindo à população segurança energética, modicidade tarifária e qualidade na prestação do serviço.

O evento, que aconteceu no Salão Nobre da Casa, lançou cinco Frentes, são elas a Frente Parlamentar em Defesa da Eletrobras e do Setor Elétrico, Frente Parlamentar em Defesa da Eletrosul, Frente Parlamentar em Defesa do Setor Elétrico Brasileiro, Frente Parlamentar Mista em Defesa da Eletronorte e a Frente Parlamentar em Defesa da Chesf.

Na ocasião, a dirigente do STIU-DF, Fabiola Antezana, lembrou da exitosa luta travada, desde 2017, em defesa da Eletrobras pública. Ela destacou que a organização da categoria e a ampla mobilização de deputados e senadores foram responsáveis por barrar o processo de privatização da estatal elétrica.

“A primeira grande categoria a impor uma derrota ao governo Temer dentro do Congresso Nacional foram os eletricitários. Assim, reafirmamos a esse desgoverno que está posto que a Eletrobras é do povo brasileiro. É uma empresa que, com a particularidade das suas controladas, consegue  fazer políticas públicas de Norte a Sul desse  país”, enfatizou a dirigente sindical.

Para a deputada federal, Erika Kokay (PT-DF) é preciso dar continuidade ao diálogo com a sociedade. “Disputar a narrativa sobre a importância das empresas públicas e, particularmente, do sistema Eletrobras. Isso diz respeito à soberania nacional, é o que está em disputa”, ressaltou Kokay.

“O governo atual não tem projeto de desenvolvimento nacional e entregou a economia para o setor financeiro. É o setor rentista que está dominando esse país” afirmou. Ela afirmou ainda que a privatização da Eletrobras vai impulsionar a desigualdade social no país.

O deputado Patrus Ananias (PT-MG) reafirmou o compromisso com a defesa da Eletrobras e pontuou que “a luta pela preservação do setor energético brasileiro é fundamental”. Ananias informou que será lançada também a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, para fortalecer a “luta democrática em defesa do Brasil”.

Críticos à privatização da Eletrobras, a atividade contou com a participação dos deputados Pedro Uczai (PT-SC), Glauber Braga (Psol-RJ), Alessandro Molon ( PSB-RJ), Danilo Cabral (PSB-PE),  Zé Carlos (PT-MA), Paulão (PT-AL), Zé Guimarães (PT-CE), Arlindo Chinaglia ( PT-SP) e outros, além de eletricitários e representantes de entidades sindicais.

Fonte: Roberta Quintino- Ascom STIUDF

Fechar Menu