O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) é ‘inexorável’ e que irá acontecer. A afirmação é notícia do jornal O Globo.

Segundo ele, “o Estado já tem um empréstimo assinado com um banco internacional com aval do Tesouro Nacional. A minha opinião é que isso é um fato. Vai privatizar. É algo inexorável.” Meirelles afirmou isso, ao ser questionado, durante conferência do Credit Suisse, sobre uma possível resistência do governo à venda desse ativo.

A Cedae é avaliada em cerca de R$ 3,5 bilhões, e serve como garantia para um empréstimo de R$ 2,9 bilhões que o Estado do Rio tomou junto a um banco internacional no fim de 2017.

Ações na Justiça

O processo de venda da empresa é alvo de uma série de ações na Justiça para tentar barrar a operação.

Em 17 de dezembro/2017 foi proferida sentença que julgou procedente o pedido do Sintsama-RJ para anular todos os atos de privatização da CEDAE. Infelizmente, três dias depois, em 20 de dezembro, o presidente do Tribunal Regional do Trabalho, Fernando Antônio Zorzenon da Silva, cassou a liminar que impedia a venda.

Mas nossa luta continua!
A CEDAE é do povo!

A FNU está junto com o Sintsama-RJ na luta contra a privatização da Cedae.

Deixe uma resposta

Fechar Menu