Em resposta à postura vergonhosa e autoritária da direção da Eletrobras, a categoria vai reagir com paralisação no próximo dia 16 de abril, com o Dia de Nacional de Luta, especialmente contra a privatização do setor elétrico. Leia a manifestação do CNE sobre a rodada de negociação do ACT com a Eletrobras

Os sindicatos que compõem o Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) – que representa os trabalhadores do Sistema Eletrobras – estiveram em Brasília, no dia 04 de abril, para a segunda rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho com a Eletrobras. Porém, a holding, representada pelos Relações Sindicais de cada empresa, de forma desrespeitosa, não apresentou nada de concreto para a pauta de reivindicação dos trabalhadores, que foi entregue há mais de 50 dias.

A segunda rodada de negociação não passou de um teatro ou de mais uma enrolação para com os trabalhadores. A direção da Eletrobras não pode e não tem o direito de convocar uma reunião de negociação, criar expectativa e não apresentar nada, pois os trabalhadores não podem arcar com custos altíssimos com passagens e hospedagem para participarem de uma reunião e simplesmente sair sem uma posição mínima sobre as suas reivindicações.

A direção da Eletrobras não pode usar o argumento de que as mudanças políticas nos ministérios estão interferindo no processo negocial, haja vista que nossa pauta foi entregue no final de fevereiro e, naquele momento, não havia qualquer debate sobre mudanças nos cargos.

Contudo, na hora de aplicar maldades no que se refere a cortar benefícios, como, por exemplo, a periculosidade e o abono pecuniário, a direção da empresa não se preocupa com quem está ou não nos ministérios. Diante dessa conjuntura, o CNE solicitou aos representantes da Eletrobras que qualquer decisão que venha trazer prejuízo aos trabalhadores seja imediatamente suspensa.

A Eletrobras propôs uma nova rodada de negociação somente no dia 03 de maio. O Coletivo Nacional dos Eletricitários não aceitou a agenda da empresa, pois o tempo de uma reunião para outra está muito distante, e isso prejudica qualquer debate sério e traz insegurança para o conjunto dos trabalhadores. Sendo assim, propôs uma reunião no próximo dia 26 e outra no dia 03 de maio. A Eletrobras ficou de dar um retorno sobre a reivindicação no dia 06 de abril. Vamos cobrar.

Coletivo Nacional dos Eletricitários

 Calendário de Lutas do CNE

  • De 05 a 13.04- Assembleias
  • Dia 11.04 – VIII ENOP – Encontro Nacional dos Operadores

Local:  Brasília/DF

  • Dia 16.04 – Dia Nacional de Luta contra a privatização do Sistema ELETROBRAS.

VIII ENOP vai debater os problemas enfrentados pelos operadores e os efeitos da privatização do Sistema Eletrobras

O VIII Encontro Nacional dos Operadores (ENOP) será realizado dia 11 de Abril, em Brasília, no Auditório Freitas Nobre, na Câmara dos Deputados. Trata-se de um dos eventos mais aguardados pelos trabalhadores do sistema elétrico, já que é o momento em que os operadores de todas as empresas de energia poderão discutir temas específicos sobre o dia a dia da sua área de atuação, os problemas – como a redução do quadro nas empresas – e as alternativas de luta.

O VIII ENOP acontecerá em uma conjuntura de extrema gravidade para os trabalhadores do setor elétrico, sobretudo para aqueles que atuam no Sistema Eletrobras, que enfrentam o maior ataque à empresa desde a sua criação, com a ameaça de privatização por parte do governo ilegítimo de Temer.  Por isso, o tema principal dos debates será: Os efeitos da privatização da Eletrobras.

O momento exige ação e debates sobre as formas de resistência, portanto o VIII ENOP terá papel fundamental para fomentar novas estratégias de lutas para os operadores. Faça sua inscrição pelos  e-mails:
sfonseca@apous.org.br ou sergio@intersul.org.br ou sergio_v_fonseca@hotmail.com

16 de abril – Dia Nacional de Luta

Em resposta à postura vergonhosa e autoritária da direção da Eletrobras, a categoria vai reagir com paralisação no próximo dia 16, com o Dia de Nacional de Luta, especialmente contra a privatização do setor elétrico.

O dia 16 foi definido em função do Encontro Nacional dos Operadores do Sistema (Enop), que acontece no dia 11/4, em Brasília. Também para que não prejudique as articulações que vêm sendo feitas nas comissões da Câmara dos Deputados contra a o processo de privatização da Eletrobras.

Deixe uma resposta

Fechar Menu