Ministério de Minas e Energia confirmou oito nomeações para o serviço público, que deverá aprovar e acompanhar a execução do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica

O Ministério de Minas e Energia confirmou a nomeação dos oito membros do Comitê Gestor de Eficiência Energética – CGEE, que irão representar órgãos e entidades do setor elétrico por dois anos. A decisão foi publicada na última quarta-feira, 26 de setembro, na portaria nº 407 do Diário Oficial da União.

Entre as competências do serviço público a ser prestado, está a aprovação e acompanhamento e execução das ações do plano anual de investimentos do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel, bem como a avaliação anual dos resultados alcançados na aplicação de recursos.

O Comitê será presidido pelo Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Eduardo Azevedo Rodrigues, que será auxiliado pelo Diretor do mesmo Departamento, Carlos Alexandre Príncipe Pires. À frente do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, ficará Eduardo Soriano Lousada, Coordenador-Geral de Tecnologias Setoriais.

Na Agência Nacional de Energia Elétrica, o responsável será o Superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética, Aílson de Souza Barbosa. Representando a Confederação Nacional da Indústria – CNI, Rodrigo Sarmento Garcia, Especialista de Políticas e Indústria foi designado. Já a Eletrobras será representada por Renata Leite Falcão, Superintendente de Eficiência Energética.

Por fim, o presidente Nelson Fonseca Leite foi confirmado pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica – Abradee e o Coordenador de Energia Elétrica, Victor Hugo Locca, pela Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres – Abrace. (fonte: Canal Energia)

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

 

Fechar Menu