“Sem ela [a reforma da Previdência], não tem conversa”, afirmou o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, em entrevista ao jornal Valor Econômico, nesta segunda-feira (10/8), ao dizer que o projeto de reforma da Previdência Pública, que está no Congresso e acaba com a aposentadoria, precisa ser votado e aprovado em 2018.

Segundo ele, as negociações com os deputados, senadores e com a presidência das Casas estão bem avançadas e sinalizam para a aprovação da matéria ainda este ano.

Após tantos retrocessos, o governo ilegítimo Temer e do PSDB insiste em retirar os direitos os trabalhadores.

Desta forma, as eleições de outubro de 2018 são fundamentais para reverter as reformas já realizadas. Atenção na escolha de seus candidatos.

Leia também:
Saiba o que os candidatos a presidente da República pensam sobre a privatização da Eletrobras
Confira os deputados entreguistas que aprovaram a venda das distribuidoras Eletrobras
Representantes de candidatos à presidência da República posicionam-se contrários à MP 844/2018

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

Deixe uma resposta

Fechar Menu