Diante de mais um episódio de criminalização dos movimentos sociais, que culminou neste 24 de junho/2019 com a prisão de lideranças do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC), em São Paulo – SP, entre eles, a atriz e cantora Preta Ferreira, a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) condena tal arbitrariedade.

A operação foi realizada pelo DEIC da Polícia Civil de São Paulo, por ordem do juiz Marco Antônio Martins Vargas, e segundo informou nota da Central de Movimentos Populares (CMP) não foram encontrados “nenhum motivo ou prova para essa operação, tendo em vista que se fundamenta em declarações frágeis para as referidas prisões e conduções coercitivas”.

A FNU se solidariza aos movimentos sociais e se coloca em consonância com o repúdio e as exigências desses movimentos contra a criminalização da luta popular.

Pedro Blois
Presidente da Federação Nacional dos Urbanitários – FNU

Resultado de imagem para preta ferreiraLeia também: Preta Ferreira, apresentadora do boletim Lula Livre, é presa em São Paulo


Fechar Menu