O plano de demissão voluntária é apenas mais uma etapa do processo de privatização da empresa

A Eletrobras abrirá em 21 de janeiro uma nova fase de seu programa de desligamento de funcionários, tendo como público-alvo empregados da área administrativa da elétrica, disse o presidente da empresa Wilson Pinto Jr à agência Reuters.

A nova etapa do Programa de Demissão Consensual (PDC) está marcada para começar na semana que vem e deve ficar aberta por cerca de um mês.

“A saída será consensual e ficará aberto por um mês”, disse o executivo, que ressaltou que a implementação de um sistema de gestão (SAP) e de um Centro de Serviços Compartilhados (CSC) para as empresas do grupo permitirá a saída de funcionários sem prejudicar o desempenho da companhia. Pinto Jr tem como meta o desligando entre 1.500 e 2.000 funcionários.

O processo de enxugamento do quadro de funcionários começou com a chegada do executivo, que implementou novas práticas, sistemas e ainda conseguiu viabilizar a venda de seis distribuidoras Eletrobras.

O Plano Diretor da empresa, anunciado em dezembro, já previa a realização do plano de demissão consensual, visando a saída de 2.187 empregados.

O objetivo é que a Eletrobras chegue ainda em 2019 a cerca de 14,5 mil funcionários.

Wilson Pinto que foi indicado para o comando da empresa pelo ex-presidente Temer, em 2016, foi mantido no cargo pelo governo Bolsonaro, com a missão de comandar um processo de privatização da empresa. (com informações: Reuters)

Leio o Fato Relevante emitido pela empresa: PDC 2019

Leia também:
Wilson Pinto Jr. insiste na privatização da Eletrobras
Wilson Pinto acumula irregularidades na gestão da Eletrobras e CNE pede saída imediata do presidente
Articulação para privatização do setor elétrico acontece forte nos bastidores

Eletrobras é uma empresa lucrativa: privatizar por quê?
Na venda das estatais não há preocupação com a função social: empresários só querem as que dão lucro

Urbanitários na resistência: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu