indicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), estiveram reunidos com a Gerência Regional da Cagepa em Campina Grande, dia 16 passado, para discutir a aplicação do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2020, firmado recentemente com o Stiupb, cuja discussão foi notadamente em relação à aplicabilidade das Escalas 12×48 e 12×36.

Ao presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, o Gerente Regional da Borborema, Ronaldo Meneses , informou que existem alguns entraves para a aplicação da escala, notadamente por conta da falta de pessoal.

Além de Wilton Maia, participaram da reunião os diretores do Stiupb Johnson Ferreira e Henrique Diógenes e o sub-gerente de Controle de Operações da Cagepa, Lucílio. Foi explicado par o Stiupb que, em alguns setores, onde existem 5 (cinco) pessoas trabalhando, haverá certa dificuldade da aplicação dessa cláusula do ACT, considerando que no decorrer de um ano, os operadores tiram férias, licença ou até afastamento por doença, são complicadores que a gestão tem.

Mas a Gerência da Borborema vê a possibilidade de ser aplicada a escala 12×48 em pelo menos em 20% dos setores. Nos casos onde a escala 12×36 está sendo aplicada, a gestão encontra as mesmas dificuldades supracitadas.

Já sobre o pagamento da hora intrajornada para quem laborar à noite, o presidente do Stiupb detalhou que a Cagepa fará o apontamento dessa hora, bem como em relação ao adicional referente a quem trabalhar das 22 horas às 5 horas da manhã.

“A Regional Borborema aguardará um normativo da direção da Cagepa para definir os percentuais de pagamentos dessas horas que apontadas”, informou Wilton Maia.

Esse mesmo cenário foi identificado na reunião realizada junto à Regional da Cagepa no Brejo paraibano.

Para Wilton, essas reuniões serviram ainda para constatar não somente a dificuldade da gestão para aplicar a escala, mas, sobretudo, perceber que alguns setores da gestão insistem em manter a escala 12×36. Contudo, existem setores que são sensíveis à necessidade da aplicação da escala 12×48, já que melhora a qualidade de vida do trabalhador e reduz a quantidade de horas extras pagos pela empresa.

Diante dessa situação, o Stiupb suspenderá temporariamente as reuniões com as gerências da Cagepa e buscará reunião com a Diretoria de Operação e Manutenção, para encontrar uma solução mais adequada para a aplicação da escala 12×48.

“Por tudo isso, o sindicato continuará mobilizado no sentido de buscar o melhor equilíbrio entre a necessidade da gestão da empresa e a aplicação do Acordo Coletivo em vigor”, explicou o presidente do Stiupb.

Deixe uma resposta

Fechar Menu