A luta é contra retrocessos sociais e trabalhistas, desemprego, preços altos do gás de cozinha e pelo direito de Lula ser candidato. Os urbanitários participam do Dia do Basta em todo o país

Contra o desemprego e pelo respeito aos direitos conquistados em décadas de lutas dos trabalhadores, a CUT, demais centrais sindicais e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, promovem nesta sexta-feira (10/8), o “Dia do Basta!”. Em todo o país, trabalhadores realizarão paralisações, atrasos de turnos e atos de protestos nos locais de trabalho, praças e ruas.

“Orientamos os militantes e as organizações do movimento social, sindical, artístico e cultural que constroem as Frentes em todo o Brasil a aprofundar o diálogo com as centrais sindicais no sentido de apoiar as paralisações das diversas categorias”, diz trecho da nota.

Entre as pautas, os urbanitários protestam contra a privatização da Eletrobras e do saneamento, e a entrega do patrimônio do povo brasileiro, além dos cortes promovidos pelo governo do ilegítimo Michel Temer nas políticas sociais, além da liberdade do ex-presidente Lula e seu direito de concorrer à presidência da República nas eleições de outubro.

“É o dia para dizer que não aguentamos mais esse governo golpista e queremos que os nossos direitos sejam respeitados. E para que isso aconteça é fundamental que todos participem das atividades neste 10 de agosto em todo o país”, afirma o presidente da CUT, Vagner Freitas.

Eletricitários realizam ato
Às 13 horas, na porta do Herm Stoltz (Av. Pres. Vargas, 409 – Centro – Rio de Janeiro – RJ), será realizado m Ato contra as tiranias do predisente Wilson Pinto Junior na Eletrobras , como parte do Dia Nacional de Mobilização, o Dia do Basta!, convocado pelas Centrais Sindicais, contra o desemprego, a retirada de direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, o aumento do preço dos combustíveis e as privatizações.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu