Chegado o período eleitoral, como de costume, começa a dança das cadeiras. Infelizmente, é assim no nosso sistema administrativo: tudo gira em torno da política e da composição de governo. Assume um novo mandatário e, para ter base para governar, gira-se a roda dos cargos em todos os escalões para acomodar os acordos políticos e moldar a cara da gestão que entra.

E nesta não tão animada dança das cadeiras, a Companhia de Saneamento de Sergipe não ficaria de fora, pelo poder político que representa e pela autonomia gestacional e financeira que possui.
Com isso, apesar da boa gestão à frente da Deso e do bom relacionamento com os trabalhadores e com o SINDISAN, o engenheiro civil Carlos Fernandes de Melo Neto deixa a presidência da Companhia. Em seu lugar, assumiu como novo diretor-presidente, o também engenheiro civil José Gabriel Almeida de Campos, ex-diretor de Meio Ambiente e Engenharia da Deso, há dois anos e seis meses, e funcionário de carreira desde 2005.

Na segunda-feira, 7/5, Carlos Melo assumiu a direção da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe  – Cohidro.

Toda a direção do SINDISAN deseja sucesso tanto a José Gabriel quanto a Carlos Melo nas suas respectivas novas funções diretivas, deixando aberto o diálogo para construir sempre o melhor para os trabalhadores e para a população usuária dos serviços fornecidos pela Deso e pela Cohidro.

Neste sentido, o presidente do sindicato, Sílvio Sá, já deixou agendada uma reunião com o novo diretor-presidente José Gabriel, para o dia 15/5, a fim de estreitar a relação e discutir as pautas de interesse da categoria. A direção do SINDISAN também buscará uma agenda com Carlos Melo, para também tratar da pauta específica dos trabalhadores da Cohidro.

Fonte: Ascom Sindisan

 

Fechar Menu