A Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados realiza audiência pública nesta tarde para debater a Medida Provisória 871/19, que institui o Programa Especial para Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade; e a Medida Provisória 873/19, que altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

O deputado Leonardo Monteiro (PT-MG), autor do requerimento para realização da audiência, afirma que as duas MPs editadas pelo governo federal trazem “forte impacto para a vida dos trabalhadores, aposentados, beneficiários da Previdência e das organizações sindicais brasileiras”.

Foram convidados para o debate:
– o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas;
– o presidente da Força Sindical, Miguel Torres;
– o presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adilson Araújo;
– o presidente da União Geral de Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah;
– o representante do Conlutas – Central Sindical e Popular (CSP) Luiz Carlos Prates;
– o presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), José Calixto Ramos;
– o secretário-geral da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, Edson Carneiro da Silva;
– o presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Neto; e
– o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Aristides Veras dos Santos.

Também foram convidados representantes do Ministério da Economia e da Casa Civil.

Hora e local
A audiência será às 14 horas, no plenário 3. Quem quiser poderá acompanhar o debate pela internet, além de enviar perguntas, críticas e sugestões aos convidados. Clique no banner abaixo e participe.

Fonte: Agência Câmara

Deixe uma resposta

Fechar Menu