O CNE – Coletivo Nacional dos Eletricitários –  convoca os trabalhadores e as trabalhadoras para participarem das atividades sindicais programadas para o período de 22 a 26 de outubro. As assembleias organizadas pelas entidades sindicais serão em defesa das empresas do Sistema Eletrobras, dos postos de trabalho e em defesa da democracia.

A conjuntura mostra que o povo brasileiro está diante da possibilidade de um retrocesso sem paralelos desde a redemocratização do país. Portanto, é preciso mais do que nunca a capacidade de mobilização e de diálogo da classe trabalhadora, para tentar barrar a ofensiva autoritária e entreguista personificada na figura de Bolsonaro.

Os trabalhadores e as trabalhadoras do Sistema Eletrobras estão sentido até hoje o que representou a quebra do pacto democrático que resultou no golpe jurídico-parlamentar de 2016.

Ao assumir o cargo indicado por um governo ilegítimo o Sr. Wilson Pinto Júnior mostrou a que veio: privatizar as empresas, perseguir empregados, impor uma gestão marcada por contratos suspeitos e tentar desqualificar os trabalhadores da Holding, chamando a todos de vagabundos.

Em caso de vitória do candidato reacionário e ultraliberal, Bolsonaro, o quadro tende a se deteriorar rapidamente. Pois, seu futuro ministro da economia já declarou que irá vender praticamente todas as empresas estatais. A mídia conservadora já encampou esse discurso, de retirada de direitos e do estado mínimo, ignorando as fraudes praticadas no processo eleitoral, como é o caso do pagamento por empresas privadas de 12 milhões de reais para o disparo de fake News pelo whatsapp contra o candidato Fernando Haddad.

O CNE entende que neste momento de extrema gravidade para a democracia é fundamental a participação de todos e de todas nas atividades convocadas pelos sindicatos. Vamos à luta em defesa das empresas do Sistema Eletrobras, dos direitos tão duramente conquistados ao longo de anos e pela democracia.

Participem: ASSEMBLEIAS DE 22 A 26 DE OUTUBRO.

Leia o boletim: BOLETIM CNE 19 10 2018

Leia também:
Luta contra privatização da Eletrobras não acabou: continuamos firmes
. Vitória: Senado rejeita projeto sobre venda de distribuidoras da Eletrobras
 Haddad assina carta compromisso para não privatizar sistema Eletrobras e suas distribuidoras

. Haddad em carta aos urbanitários: “estaremos unidos na defesa do acesso à água e ao esgotamento sanitário”

Urbanitários em luta: contra à privatização do setor elétrico e do saneamento.
ÁGUA, ENERGIA E SANEAMENTO NÃO SÃO MERCADORIAS!


Fechar Menu