A Eletrobras aprovou, nesta segunda-feira (30/7), estender para 31 de dezembro o prazo de privatização das distribuidoras de energia da estatal que operam no Norte e Nordeste do país. Antes, a data máxima para o leilão era 31 de julho.

A decisão foi tomada pelos acionistas em Assembleia Geral Extraordinária. Altamente endividadas e com problemas operacionais, as seis empresas atuam em Alagoas, Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia e Piauí.

Como contrapartida ao novo prazo, os acionistas da Eletrobras estabelecaram a condição de que “todos os recursos necessários para operar, manter e fazer investimentos relacionados à prestação do serviço público da respectiva distribuidora sejam providos pela tarifa, pela União ou pelos Fundos Setoriais, mantendo o equilíbrio econômico e financeiro sem qualquer aporte de recursos, a qualquer título pela Eletrobras”.

A alteração no prazo foi necessária para viabilizar os leilões, assinar os contratos, e passar o comando das empresas para o novos operadores, após eventual venda. A primeira empresa vendida, em leilão realizado na semana passada, foi a distribuidora do Piauí – Cepisa.

O próximo leilão está marcado para 30 de agosto. O objetivo é vender, nessa data, as empresas que atuam no Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia. O leilão da companhia de Alagoas está suspenso por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

É preciso aprovação do Congresso

O leilão foi feito em datas separadas para aguardar a aprovação, pelo Congresso Nacional, de um projeto de lei que resolve pendências financeiras e jurídicas das empresas, na tentativa de torná-las mais atraentes para os investidores. O texto já foi aprovado pela Câmara, e aguarda análise do Senado. (fonte: agência Estado)

Leia também: 
Eletricitários prometem mais um mês de luta para evitar leilão de outras 5 distribuidoras

Dia do Basta – 10 de Agosto

E para dar um basta aos desmandos do governo ilegítimo de Temer e as privatizações do patrimônio público brasileiro, como a venda da Eletrobras, Petrobras, Embraer e Braskem, a CUT e demais centrais sindicais realizarão o Dia do Basta, em 10 de agosto, com paralisações, atrasos de turnos e atos nos locais de trabalho e nas praças públicas de grande circulação de todo o País.  (com informações: CUT)

 

 


É preciso pressionar os senadores a votarem contra o projeto de privatização das distribuidoras e do sistema Eletrobras. Para pressioná-los, envie mensagens para seus e-mails, redes sociais (Twitter, Facebook, Instagram). Você também pode telefonar para os gabinetes. 

Acesse aqui a lista de senadores e senadoras.

Faça sua parte e pressione seu parlamentar contra a privatização das distribuidoras Eletrobras.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu