Sem dúvida, foi um ano difícil para a classe trabalhadora, de muitas perdas e dificuldades, mas também de muita luta. A perspectiva para 2018 é de mudança. Será ano de eleições e, como nosso voto, poderemos decidir que futuro queremos para nosso país.

Em 2017, o governo golpista e ilegítimo de Michel Temer deu prosseguimento a um projeto de extermínio de direitos, que incluiu as reformas trabalhista e da previdência e as privatizações, em especial dos setores de energia e saneamento.

Mas a classe trabalhadora não assistiu a tudo isso calada. No dia 28 de abril, o país parou, com centenas de categorias – inclusive a urbanitária – cruzando os braços em protesto. Aliás, a categoria urbanitária, durante 2017, foi às ruas e participou de outras várias atividades para garantir o direito do trabalhador, principalmente na luta contra a privatização.

Nos setores de energia e saneamento, além de significar demissões de trabalhadores que darão lugar a terceirizados, a privatização ainda acarretará aumento nas tarifas e perda na qualidade dos serviços. Enfim, toda a população será afetada.

Por isso, nós da FNU e de todos nossos sindicatos filiados seguiremos, incansáveis, nessa mobilização!

2018 é ano de eleições

Aos desmandos de um governo ilegítimo, o grito “Fora Temer” ecoa cada vez mais forte pelas ruas com a ajuda da categoria urbanitária! E um projeto popular e democrático ganha força em todo o país. Exemplo disso é a Caravana Lula Pelo Brasil que passou por dezenas de cidades que foram transformadas durante os governos Lula e Dilma, com uma recepção sempre calorosa e vibrante.

E não é à toa. Eram famílias que, beneficiadas por programas sociais, deixaram a linha da miséria, passaram a ter comida na mesa, crianças na escola. Eram jovens pobres que puderam frequentar a universidade. Trabalhadores que tiveram a oportunidade de se qualificar. E que, agora com o governo golpista, perdem seus direitos e têm que enfrentar um duro retrocesso.

Mas a chance de ter tudo isso de volta só depende do povo em 2018. Nós, urbanitários(as), precisamos nos mobilizar para que o projeto popular e democrático saia vitorioso nas eleições de 2018. Só assim garantiremos novamente os direitos da classe trabalhadora.

Boas notícias no finalzinho de 2017

Nesse final de ano tivemos uma ótima notícia: a regularização pelo Ministério do Trabalho da Furcen – Federação Interestadual dos Trabalhadores Urbanitários nos Estados de GO, MG, MS, TO e no DF. Agora ela, ao lado da FNU e da Frune, legitimam o processo de regularização da nossa Conferação, a CNU.

Outra boa notícia foi o adiamento da reforma da Previdência, graças ao enfrentamento da classe trabalhadora que deverá prosseguir, porque “se botar pra votar, o Brasil vai parar”.

A combatente família urbanitária, nós da FNU/CNU, desejamos Boas Festas. E um 2018 de muita luta, conquistas e repleto de felicidades!

Confira:
Informativo FNU/CNU – dezembro/2017 PDF

Deixe uma resposta

Fechar Menu